uzluga.ru
добавить свой файл

Bibliography



Antunes, Cláudia (1983) Esmeraldas contrabando, o maior inimigo. Tendência 114 (9), 60 – 61.


Banco Mercantil do Brasil (1979) Produção mineral descompasso entre as potencialidades e os resultados da ação brasileira. Banco Mercantil do Brasil 7 (26), 19 – 21.


Bittar, Rodrigo (1998) Goiás moderniza setor de pedras preciosas para aumentar arrecadação. Gazeta Mercantil 78 (1).


Brazil Guiness (2006). http://www.brazilmax.com/news4.cfm/tborigem/fe_weirdbr/id/5 on April 20, 2006.


Calaes, Gilberto Dias (1995) Pedras preciosas, semipreciosas e suas manufaturas: Desafios a superar na questão tributária. Revista Econômica do Nordeste (26), 103 – 119.


Cals, César (1981) Política de Pesquisa e Produção Mineral. Segurança & Desenvolvimento 187 (30), 7 –14.


Castañeda, Cristiane, Addad, João E and Liccardo Antonio (2001) Gemas minerais. Belo Horizonte : SBG Press. p. 128 – 151.


Cigem - Canadian Institute of Gemology (http://www.cigem.ca/pdf/brazilmine.pdf) on April 20, 2006.


Couto, Pedro A and Branco, Pércio M (1996) Programa de avaliação geológico-econômica das pedras preciosas brasileiras - Atividades na bahia e no rio grande do sul. A terra em revista 2 (2), 32 – 38.


Depieri, Andrea (1996) A caminho das pedras. Correio Brasiliense N.d.


DNPM – Departamento Nacional de Produção Mineral (2001) Boletim referencial de preços de diamantes e gemas de cor. Brasília: DNPM and IBGM Press.


DNPM – Departamento Nacional de Produção Mineral (2005). 37 Anos de Mineração em Góias. Brasilia: DNPM.


DNPM – Departamento Nacional de Produção Mineral, site www.dnpm.gov.br, accessed on June 14th, 2005.


Glaser, Ingo (1974) Pedras preciosa, um ângulo novo. Fundação JP 1 (4), 52 – 62.


Giuliani, G. (1998). Oxygen isotope systematics of emerald: relevance for its origin and geological significance. Mineralium Deposita (1998) 33: 513-519.


Giuliani G, Cheilletz A, Zimmermann J-L, Ribeiro-Althoe AM, France-Lanord C, Feraud G (1997). Les gisements d'Emeraude du Bresil: genese et typologie. Chron Rech Min 526: 17-61.


Hollanda, Eduardo (1997) Caça às esmeraldas. Istoé 1444, 40 – 42.


IBGM – Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (1993) Guia de fontes de informação sobre gemas, jóias, bijuterias e afins. Rio de Janeiro : Finep Press.


IBGM – Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (1998) Manual técnico de gemas. Brasília: IBGM. p. 42 and 43.


Infomração Semanal Carteira de Comércio Exterior (1985) Pedras preciosas e os segredos do mercado. IS Cacex 965 (20), 2 – 17.


Kritch, Rebeca (2005) Garimpeiros ‘Mergulham’ na terra à procura de esmeraldas em goiás. Estado de São Paulo Journal. Available at: Accessed in: 14/06/2005.


Lages, José Bosco Murta, Barbosa, José Eduardo Costa and Filho, Emílio Rohrmann (1976) Pedras preciosas modernização do setor. Fundação JP 5 (6), 2 – 8.


Limaverde, João de Aquino (1980) Produção, industrialização e comércio de gemas no nordeste. Fortaleza : Etene Press.


Mensagem Econômica (1977) Pedras Preciosas, Um longo caminho entre a jazida e o comércio externo. Mensagem Econômica 48 (4), 34 – 42.


Mensagem Econômica (1980) Pedras Preciosas, Minas começa a ganhar com sua riqueza. Mensagem Econômica 273 (29), 6 – 10.


Metta, Nicolas (1960) As pedras preciosas por Nicolas e André Metta. São Paulo : Difusão Européia do Livro Press.


[MINDAT] Mineral Data (2005) Emerald. Avaliable at: Accessed in: 26/07/2005.


Moura, Bentina, Alvarez, Regina and Brandão, Vladmir (2001) A rota das esmeraldas Época 181 (4), 46 – 48.


Puppim de Oliveira, José Antônio (2003) Compensações financeiras de mineração In: de Oliveira, José Antônio Puppim Instrumentos econômicos para gestão ambiental : lições das experiências nacionais e internacionais. Salvador: NEAMA. p. 53 – 58.


Santana, Antonio J.; Moreira, Marcos D.; and Couto, Pedro Antonio (1995). Esmeralda de Carnaíba e Socotó, Bahia: Geologia e Potencialidade Econômica. Série Arquivos Abertos. Salvador: Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM).


Sauer, Jules Roger (1982) Brasil: Paraíso das pedras preciosas. Rio de Janeiro: JB Press.


Sauer, Jules Roger (1992) O mundo das esmeraldas. N.d.


Schumann, Walter (1982) Gemas do mundo. Rio de Janeiro : Ao Livro Técnico.


Werneck, Antônio (2001) A conexão esmerralda. O Globo N.a.


1 Some specialists estimate that less than 5% of the retail price of a cut good emerald stays at local level, and much less to be invested in public goods (I estimate less than 0,1% for the local government). The 5% includes the private remuneration of miners, even though they may spend very little locally.

2 Garimpeiro is the Brazilian word for small independent miner.

3 Dr. Jurgen Schnellrath of the Center of Mineral Research (CETEM).





<< предыдущая страница